NOTÍCIAS


Serial Funkers encerra Lençóis Jazz e Blues Festival em grande estilo e com muita animação





Uma noite de festa. A sétima edição do Lençóis Jazz & Blues Festival chegou ao fim nesse sábado (26). A Praça Maria Aragão, em São Luís, ficou lotada. O público se encantou, se emocionou, aplaudiu. Cerca de 3 mil pessoas prestigiaram o encerramento do festival em 2015 que contou com as apresentações do israelense Gadi Lehavi, de Daniel Jobim e do Serial Funkers. Uma noite memorável para quem curte jazz, blues, soul, disco music e a celebrada bossa nova.

Coube aos paulistas da banda Serial Funkers fazer o show final desta edição do Lençóis Jazz & Blues Festival. O auto astral do grupo foi contagiante e fez o público dançar. A apresentação da banda foi bastante diversificada, mesclando clássicos da Soul Music, da MPB e de outros gêneros da Black Music.

Com um estilo envolvente, o Serial Funkers cantou Olhos Coloridos, hino da Soul Music. Clássicos do Dance Music como September, Celebration e That's The Way (I Like It) também fizeram parte do show com músicas autorais para a alegria do público.

Para animar ainda mais, o Serial Funkers interpretou diversas músicas de Tim Maia. O público foi ao delírio com “Gostava tanto de você”, “Você” e “Não quero dinheiro, só quero amar”. A Praça Maria Aragão transformou-se em um lindo coral.

“A alegria de estar aqui é muito grande. Uma satisfação, uma honra. Superou nossas expectativas. A avaliação é 100% positiva e a gente fica feliz em contribuir. Música, independentemente de qualquer coisa, engrandece as pessoas da criança ao mais velho. Traz alegria, ensinamento e coisas boas pra gente”, destacou Regis Paulino, vocalista do Serial Funkers.


Os encantos da Bossa Nova

Uma das atrações mais esperadas do Lençóis Jazz & Blues Festival em 2015, o pianista, cantor e compositor Daniel Jobim fez jus ao sobrenome do avô Tom. Em um concerto acústico sensacional, Daniel simplesmente foi incrível nos detalhes. E foram os detalhes que emocionaram o público.

Clássicos da Bossa Nova e de autoria de Tom Jobim marcaram a apresentação de Daniel Jobim no Lençóis Jazz & Blues Festival. “Wave”, “Garota de Ipanema” e “Águas de Março” maravilharam o público em São Luís. A voz de Daniel Jobim se confundia com as das pessoas na praça. Todos cantavam a uma só voz. Um show inesquecível.

“Vou levar uma lembrança maravilhosa de São Luís. É um povo muito carinhoso. Um local lindo e o público cantando todas as músicas foi lindo. É um projeto que não pode parar nunca”, declarou Daniel Jobim.

“Eu sempre gostei muito desta vertente. Acho a proposta muito interessante a partir do momento que você tem artistas de ótima qualidade proporcionando tudo isso”, elogiou o estudante Gerson Junior, de 18 anos.


Jazz israelense

A programação da última noite do Lençóis Jazz & Blues Festival foi aberta com a incrível apresentação do pianista israelense Gadi Lehavi. O artista impressionou o público com uma exímia qualidade musical.

E, um dos pontos altos do show de Gadi Lehavi foi quando ele interpretou de forma magistral a eterna canção de Cartola em ritmo de jazz: “As rosas não falam”. As rosas podem até não falar, mas elas fizeram o público sonhar. “Este festival é um bom festival porque faz a boa arte. É um festival que coloca as pessoas para celebrar a boa música. Isso é encantador”, afirmou o pianista israelense.

“É a primeira vez que eu venho em um festival de jazz em São Luís porque eu morava em Belo Horizonte, e lá costuma ter sempre estes festivais, eventos culturais. Acho fantástico eventos como este. Acho muito interessante porque o jazz é a base de muitos estilos musicais que a gente escuta hoje em dia”, comentou a mineira Luana Nunes Goncalves, de 21 anos.


Balanço positivo

A sétima edição do Lençóis Jazz & Blues Festival chegou ao fim deixando muita saudade. Durante dois fins de semanas, as cidades de Barreirinhas e de São Luís respiraram música de qualidade. De forma gratuita, shows incríveis foram realizados para cerca de 9 mil pessoas, público estimado pela organização do festival.

E a imensa presença das pessoas é algo que merece o reconhecimento do Lençóis Jazz e Blues Festival. “É muito legal ver que as pessoas vieram prestigiar o festival. Isso é importante. A cada ano que passa o festival melhora e a gente tem uma presença maciça do povo. É uma alegria imensa conseguir fazer um festival tão diversificado e com tantos talentos. Só gostaria de agradecer a nossos patrocinadores, parceiros e apoiadores e a todos que acreditaram neste projeto cultural que é ao mesmo tempo social”, declarou Tutuca Viana, organizador do festival.

O músico Alê Muniz também fez questão de prestigiar a sétima edição do Lençóis Jazz & Blues Festival . Para ele, o festival já ganhou espaço na vida das pessoas. “O festival já é uma coisa tradicional, o público já espera isso. Acho isso legal porque é um presente para o público. Causa um impacto positivo na cidade e inclui São Luís num circuito cultural importante”.

O mais importante do Lençóis Jazz & Blues Festival é que o evento não é exclusivamente voltado para os shows com os melhores artistas nacionais e internacionais de jazz e blues. O festival é uma forma de levar cultura e alegria às pessoas. O lado social do evento é algo marcante, uma vez que foram ministradas oficinas musicais e de animação, espetáculos de mímica, de teatro, sessões de cinema com filmes de animação de 40 países e oficinas de capacitação para empreendedores culturais em parceria com o Sebrae.

Somente em Barreirinhas, cerca de 200 pessoas, de todas as faixas etárias, participaram destas atividades que ocorreram durante o festival. Já em São Luís, aproximadamente 150 estudantes do Cegel, Escola Modelo, Liceu Maranhense e Escola Fernando Perdigão, da Escola de Música Lilah Lisboa, da UFMA e da Uema, além de pessoas da comunidade, participaram das oficinas de música ministradas pelos mestres da música da cidade de New Orleans, Edward Anderson e Darrel Lavigne.

“O balanço é positivo porque nós fazemos estas oficinas para a comunidade de Barreirinhas e em São Luís com o objetivo de trazer para perto a música ao vivo. Quando a criança tem a oportunidade de olhar um músico experiente tirando um som bonito do instrumento, aquilo além de encantar, estimula. A criança fica com vontade também de fazer aquele som. Nosso objetivo é esse e estamos alcançando em todas as edições do festival”, declarou Ivaldo Guimarães, coordenador das oficinas.


Parceria com o Sebrae

Em 2015, uma parceria engrandeceu ainda mais o Lençóis Jazz & Blues Festival em 2015. Com o apoio do Sebrae, o festival conseguiu promover oficinas de capacitação para empreendedores culturais com o objetivo de mostrar formas para conseguir captar recursos para projetos culturais, assim como apresentar mecanismos eficazes de divulgação de shows e eventos pela internet, ministradas pelo gestor cultural Cláudio Machado.

As oficinas ocorreram nos dias 24 e 25 deste mês no Grand São Luís Hotel, e contaram com a participação de produtores culturais, músicos e pessoas ligadas ao fomento da cultura em todo o Estado, além da presença lustre do músico, compositor e arranjador capixaba Roberto Menescal. De acordo com o diretor superintendente do Sebrae-MA, João Martins, a iniciativa visa somar ao Lençóis Jazz & Blues Festival e à cadeia produtiva da música.

“Viemos somar ao festival e à cadeia produtiva da música e, posteriormente, a outras áreas, como o teatro e a dança. Não poderíamos fechar os olhos para isso. A iniciativa atende a demandas por capacitação específica para esta cadeia produtiva, o que deixa um legado para o território onde acontece o festival”, explicou João Martins.

O 7º Lençóis Jazz e Blues Festival conta com os patrocínios do governo do Maranhão e da Companhia Energética do Maranhão (Cemar), por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, evento que tem os patrocínios do governo do Maranhão e da Companhia Energética do Maranhão (Cemar), por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, apoios culturais das Secretarias de Estado de Turismo e de Cultura do Maranhão, das Prefeituras Municipais de Barreirinhas e de São Luís, da FIEMA/SESI, SEBRAE, Tory Brindes, Clara Comunicação, Taguatur e TV Brasil, além das parcerias das Pousadas Murici, Paraíso dos Lençóis, Pousada do Riacho, Paraíso dos Guarás, Pousada Lins, Pousada Solar das Gaivotas, Porto Preguiças Resort, Gran Solare Lençóis Resort, Hotel Grand São Luís e dos restaurantes Zaitun e Deck Bistrô.


Fotos e vídeos do VII Lençóis Jazz e Blues Festival- CIRCUITO SÃO LUÍS estão disponíveis no link:

https://www.dropbox.com/sh/5012wkd3h25adwr/AACAPjhHjx-8hjjmOfi8g68ca?dl=0


Fotos e vídeos do VII Lençóis Jazz e Blues Festival- CIRCUITO BARREIRINHAS estão disponíveis no link:

https://www.dropbox.com/sh/jeaawx1s38et7k3/AACJnhMzhItRuSsRpm2UO0qha?dl=0


Crédito das fotos: Taciano Brito / Captação e edição de imagens em áudio e vídeo: Alberto Idéias


O Festival em detalhes:

Quem quiser saber todos os detalhes e tudo o que rolou sobre o festival pode acompanhar o evento na internet. As informações sobre o 7º Lençóis Jazz e Blues Festival estão disponíveis no www.lencoisjazzeblues.com.br. Também pode ser seguido no Twitter (@lencoisfestival), Instagram (@lencoisfestival) e curtido no Facebook (LencoisJazzBluesFestival).



Data Publicação: 28/09/2015



developed by: Solano Rodrigues Netto